Resultado do 1º Prêmio ANGC Award

Sobre o prêmio

 

O ANGC Award tem como propósito reconhecer e premiar anualmente abordagens organizacionais inovadoras com resultados comprovados e mensuráveis, que abordam o ciclo de gestão de contratos nas corporações, incluindo os processos e áreas internas e seu desenvolvimento e impacto nos resultados organizacionais.

Ao premiar iniciativas bem-sucedidas, o ANGC Award fornece às organizações modelos replicáveis para ajudá-los a criar iniciativas que são boas para os profissionais e para os negócios.

Neste premiação foram escolhidos os principais destaques nas seguintes categorias:

Reconhecimento de destaque individual

Para um profissional individual que tenha demonstrado liderança excepcional ou esforço em entregar valor e melhorar a visibilidade de contrato e gestão comercial.

Reconhecimento de destaque em projeto

Atribuída por iniciativas que tenham levado valor agregado significativo ao negócio através da melhoria de processo ou práticas comerciais ou contratação.

Reconhecimento de provedor de serviços

Para os prestadores de serviço de consultoria, serviços especializados ou aplicações que lideraram ou suportaram iniciativas de alto valor para seus clientes.

 

Quem participou da avaliação:

 

Denise Pretti, Unilever / ANGC

Professor Fernando de Almeida, FEA/USP

Elma Santos, CSN

Professor Heitor Caulliraux, UFRJ

Sandro Reis, Comitê Organizador RIO 2016

Soraya Duraes, Vice-presidente, ANGC

Walter Freitas, Presidente, ANGC

 

Quesitos da Avaliação:

 

Inovação: este tópico é dedicado a mostrar em que pontos a iniciativa se mostra inédita para o ambiente no qual ela se insere

Relevância do projeto para o público: mostrar a importância que o projeto tem em resolver o problema para o público-alvo beneficiado e quais oportunidades a iniciativa aproveitou

Facilidade de reprodução da prática: o objetivo desse tópico é registrar o comprometimento da instituição em compartilhar a inicativa e mostrar com que grau de facilidade tecnológica e financeira a iniciativa pode ser reproduzida por outra empresa

Resultados e efetividade do projeto:

Efetividade: foco no resultado mensurado e na abrangência do público-alvo atingido. Deverão ser mostrados de uma forma quantitativa (números, percentuais, valores, etc.) os benefícios alcançados que possam indicar uma mudança real e comparativa com a situação anterior à implantação da iniciativa

Destaque adicional/Impacto: contribuição relevante para a comunidade de gestão de contratos, uma contribuição efetiva independente dos quesitos acima.

 

Resultados

 

RECONHECIMENTO DESTAQUE PROJETO

4º Walisson J Oliveira, Coordenador de Gestão de Contratos, YAMANA GOLD

O projeto baseou-se na reestruturação dos processos de gestão de contratos. Esta reestruturação passou pela redefinição de todos os procedimentos, normas, fluxos e pela criação de um setor específico responsável por toda administração e gestão dos contratos de prestação de serviços.

3º Luiz Eduardo Zanoto, Advogado – Divisão de Licitações e Contratos – CEEE-D

A CEEE-D implantou um Sistema de Avaliação de Fornecedores no intuito de aprimorar a gestão de contratos, fomentar a qualificação dos fornecedores e atender a requisitos legais (dever de documentar previsto na Lei 8.666/93) e regulatórios (Certificação ISO-9001, de acordo com a Resolução ANEEL 414/2010).

2ºFabricio Cruz, Engenheiro de Suprimentos, SAMARCO MINERAÇÃO

Projeto de governança de serviços contratados da Samarco foi um “divisor de águas”, com resultados importantes nas linhas de gestão, custos, compliance, risco ao negócio e produtividade, além de promover um ambiente competitivo e aberto a novas oportunidades de melhorias. Os resultados financeiros foram expressivos, cerca de 2% do orçado no primeiro ano, 5% no segundo e 17% estimado no terceiro. A produtividade física da mão de obra de terceiros teve um “salto” de 91% em 3 anos.

1º Paula C. Staciarini Batista e Silva, Gerente Senior de Contratos, EMBRAER

De burocrática a catalizadora – A visão estratégica da área de Contratos é tornar-se uma referência na indústria de aviação executiva, proporcionando aos seus clientes uma experiência altamente positiva durante a negociação, administração e execução do contrato. Portanto, o objetivo primordial desse projeto é melhorar a experiência do cliente, sempre alinhado aos objetivos estratégicos da empresa e suas políticas de governança corporativa. O caminho foi a implantação de um projeto de “Contracts Lifecycle Management” (CLM).

 

RECONHECIMENTO DESTAQUE INDIVIDUAL

4º Amauri Miranda de Jesus, Diretor de Contratos, JUSTIÇA FEERAL DE 1º GRAU EM SÃO PAULO

Condução de um projeto que visava a criação de um manual de gestão de fiscalização de contratos com dedicação de mão de obra residente, sendo que evoluiu para todos os tipos de contratação de serviços e compras.

3º Liliane Morais Ramos, Jurídico Contratual, GRUPO SÃO MARTINHO

Desenvolvimento de um Sistema de mercado que fosse capaz de unificar todos os controles e ter uma boa ferramenta de gestão.

2º Tiago Amorim Carneiro, Administratos de Contratos, PARANASA ENGENHARIA E COMÉRCIO

A Gestão de Contratos de Engenharia (infraestrutura e construção pesada), devido ao crescente desenvolvimento tecnológico, ao número escasso de investimentos setoriais em função da crise econômica, da diminuição da margem histórica de lucros e dos desafios para implementação de projetos com margens estreitas de prazo e maior qualidade exigida, tem se apresentado com alto grau de complexidade, sendo crescente a necessidade de aquisição de conhecimentos específicos e multidisciplinares, pautados na garantia de um maior nível de gerenciamento e controle, interface e fluxo de informações no projeto.   Para tanto, a compreensão da alocação e distribuição de riscos contratuais, a clara definição das atribuições e responsabilidades das partes e o controle, gerenciamento, rastreabilidade e identificação de riscos e oportunidades durante a execução do contrato são primordiais para o cumprimento dos objetivos específicos e gerais dos projetos, para o gerenciamento e tratativas dos impactos no empreendimento, para a mitigação dos riscos de demanda, para a garantia da segurança jurídica, para o atendimento dos requisitos técnicos e acertos comerciais realizados, com a finalidade de manutenção ou reestabelecimento da equação econômica e financeira do contrato como forma de concretização das metas e resultados esperados.   Para tanto, a integração entre as áreas técnica e jurídica é essencial, bem como o controle e rastreabilidade dos eventos (atos, fatos ou eventos) que possam gerar modificação das condições de trabalho e das premissas contratuais essenciais  estipuladas (preço, prazo, objeto ou qualidade).

1º Marcelo Vicentini Marchetti, Gerente Corporativo de Gestão Contratual Estratégica e Legal, CAMARGO CORRÊA

Em um período em que ocorre a investigação da Operação Lava Jato, a empresa Camargo Corrêa foi alvo direto da operação. Em meio a todas as dificuldades externas enfrentadas, a dificuldade interna foi fazer a gestão dos contratos com clientes e fornecedores da melhor forma possível para evitar ainda maiores dificuldades. Além disso, o trabalho teria de ser feito com menos pessoas, pois muitas demissões ocorreram para ajustar a empresa à redução de atividade por conta da própria Lava Jato e por conta da crise enfrentada no país.

Para reduzir custos, mas manter uma gestão eficaz e efetiva, a solução foi unificar as áreas legal de contratos e de gestão contratual.

 

RECONHECIMENTO CATEGORIA PROVEDOR DE SERVIÇOS

Leando Doca, Diretor de Contratos, CAPGEMINI

No final de 2011 foi realizado um estudo na Capgemini Brasil de forma a entender as razões para a existência de casos de trouble projects e consequente “evaporação” de dinheiro. Foi identificado que na fase de “Pré-Assinatura” dos contratos com nossos clientes havia um esforço hercúleo de várias áreas e, após a assinatura dos mesmos, estes eram colocados numa gaveta e o time de Delivery focava seus esforços na entrega dos serviços em si.

Percebeu-se então que, dentre outros problemas, havia um gap: a falta da gestão efetiva dos contratos junto aos nossos clientes, durante sua execução. Desta forma, no início de 2012, foi estabelecido o embrião do que hoje é a forte área de Gestão de Contratos na Capgemini, cuja visão se resume em ser uma área de suma importância para vencer e manter contratos lucrativos, sendo capaz de assumir mais riscos e gerenciá-los de forma adequada. Em relação à missão, a área existe para maximizar o retorno financeiro dos contratos.

Galeria de fotos